O #PapoPrev de hoje é sobre o adiamento do julgamento pelo STF acerca da revisão da correção monetária do FGTS que estava em pauta para o dia 13 de maio de 2021, mas que, no presente momento, está sem previsão para julgamento.

Na semana anterior, o que mais se discutiu na mídia e nas redes sociais foi a revisão da correção monetária do FGTS que estava prevista para ser julgada pelo STF no dia 13 de maio de 2021, quinta-feira. Todavia, o STF adiou o julgamento dessa demanda.

A revisão do FGTS visa substituir a TR (Taxa Referencial) para correção monetária do FGTS entre os anos de 1999 e 2013 por outros índices de correção, tais como o INPC ou IPCA-e. Caso o julgamento fosse favorável aos trabalhadores, seria possível receber as diferenças decorrentes da substituição da TR de forma retroativa, o que beneficiaria muitos empregados.

No entanto, conforme já exposto, o STF adiou o julgamento dessa temática e ainda não divulgou a nova data. Desse modo, todos os trabalhadores interessados no ajuizamento da revisão, poderá solicitar os extratos do FGTS junto à Caixa Econômica Federal com mais calma e procurar um advogado de sua confiança para o ajuizamento da revisão.

Quer saber mais sobre o que se trata a revisão do FGTS? Acesse esse link para um artigo do Blog Café com Previdenciário para esclarecer suas dúvidas e verificar quais são os documentos necessários para ajuizar essa ação em desfavor da Caixa Econômica Federal.

Se quiser receber mais conteúdo do Café com Previdenciário, basta se inscrever na nossa Newsletter, é gratuito e semanal!